Toldos BH
|| Regiões Atendidas || Região de Venda Nova, Pedro Leopoldo, Vespasiano, Matozinho, Lagoa Santa, Serra do Cipo e CMD
Regiões Atendidas

Região de Venda Nova, Pedro Leopoldo, Vespasiano, Matozinho, Lagoa Santa, Serra do Cipo e CMD

Venda Nova

Tem toldo em Venda Nova, você sabia?

É um distrito e uma região administrativa (regional) de Belo Horizonte. Este nome provém do bairro central homônimo, que abriga um movimentado centro econômico e social.

Essa região é conhecida há mais de cem anos por ser um dos principais caminhos para o norte de Minas Gerais e do Brasil. Antigamente era conhecida também como um local de bifurcação de rotas que iam para o norte e para o oeste do estado.

Atualmente, é reconhecida por seu tradicional “Baile da Saudade,” pelas manifestações culturais ( miami, disco, rap ) nas “Quadras do Vilarinho”, pelo Centro Cultural de Venda Nova, pela histórica Rua Padre Pedro Pinto com suas casas quase centenárias, pela Colônia de Férias do SESC ( que recebe grandes eventos , como por exemplo seleções da Copa do Mundo FIFA 2014), pelo moderno Shopping Estação, que possui o cinema da maior rede de cinemas da América Latina (Cinépolis), pela tricampeã Escola de Samba GRES Acadêmicos de Venda Nova, pelo humorista “Ceguinho”, reconhecido nacionalmente, pelo clube de futebol Venda Nova FC, e pela novíssima e moderna Cidade Administrativa de Minas Gerais, o que faz do Distrito de Venda Nova a Sede do Poder Executivo do Estado de Minas Gerais (os poderes Legislativo e Judiciário de Minas Gerais encontram-se no Distrito-sede de Belo Horizonte).

O grande crescimento que esse distrito vem desenvolvendo nos últimos anos fez nascer um termo que aponta para novos tempos na região e nas cidades ao norte: “O Vetor Norte de BH”.

Uma das principais via de acesso em Venda Nova é a Avenida Vilarinho que liga a região às avenidas Pedro I/ Antônio Carlos e Cristiano Machado, que ligam ao centro da capital mineira. Outra importante via da região é a Rua Padre Pedro Pinto, que leva o nome dum sacerdote católico romano e importante personalidade na região (O primeiro padre de Belo Horizonte a dirigir um veículo).

Pedro Leopoldo

Tem toldo em Pedro Leopoldo, você sabia?

É um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2016 era de 63.406 habitantes. Situa-se na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a 46 quilômetros a noroeste da capital mineira, ligando-se a esta através das rodovias estaduais MG-010 e MG-424.

Os registros de ocupação humana encontrados em Pedro Leopoldo são os mais antigos da América, tendo sido encontrado o crânio de Luzia, cuja idade foi estimada em doze mil anos. Muito embora a maior parte das fontes dizem que o crânio foi encontrado na “região de Lagoa Santa”, e o nome tenha sido dado em referência à outra cidade próxima, Santa Luzia, o fóssil foi mesmo encontrado em Pedro Leopoldo, no sítio arqueológico da Lapa Vermelha IV, o mais promissor da cidade. Lá também se encontram pinturas rupestres em forma de linha, sugerindo que os primeiros povos a habitar a região possuíam um sistema rudimentar de anotações.

Sabe-se também que, por voltas do século XVII, já havia fazendas de gado no que hoje é o território da cidade. A formação do povoado da Quinta do Sumidouro, às margens do Rio das Velhas, e que até hoje constitui um importante registro histórico de Pedro Leopoldo, possuindo as históricas construções da casa do bandeirante Fernão Dias Paes Leme, e a Capela do Rosário, em estilo barroco, uma das primeiras do Estado, cujo altar foi esculpido por Aleijadinho.

Mas o surgimento do que constituiria hoje a porção central conhecida como o município pedroleopoldense só veio em 1893, quando Antônio Alves Ferreira da Silva, adquiriu a fazenda das Três Moças em razão do potencial hidráulico da cachoeira de mesmo nome, e lá instalou mais uma indústria têxtil (ele já possuía uma em sua outra fazenda, a dos Macacos). A Fábrica de Tecidos foi a primeira atividade econômica relevante na cidade, e, por muito tempo, a dominante, junto à atividade agropecuária.

Junto à fábrica, surgiram as primeiras casas do atual centro, as “casas do quadro”, que abrigavam os funcionários que vieram trabalhar na fábrica, e que, dado a então incipiência do povoamento local, necessitavam de abrigo. Hoje, se conservam apenas uma ou duas delas, dentro dos limites da fábrica (que ainda opera).

Outro marco importante é a construção da Estação Ferroviária Dr. Pedro Leopoldo, em 1895, num terreno doado pela Fábrica. Em pouco tempo transformou-se de uma estação de parada para uma movimentada estação ferroviária. Por volta de 1901, a maior parte da população de Pedro Leopoldo eram trabalhadores da fábrica de tecido e da estrada de ferro.

Até 1923, no entanto, Pedro Leopoldo era freguesia de Matosinhos, que era distrito de Santa Luzia. Neste ano, foi elevado à condição de município, o qual foi instalado em 1924 e cuja sede foi elevada à categoria de cidade em 1925. O nome foi homenagem ao engenheiro que projetou o trecho da ferrovia que corta a cidade. Em 1918, o Governo Federal instala em Pedro Leopoldo a Fazenda Modelo, como fomento à agropecuária que se formou em torno da cidade. Lá trabalhou por muitos anos o médium Chico Xavier.

Da década de 50 em diante, instalam-se várias indústrias na cidade, como Cimento Cauê e Ciminas, além de várias mineradoras independentes, transformando o calcário numa das principais fontes de riqueza municipal.

Vespasiano

Tem toldo em Vespasiano, você sabia?

É a sede da Cidade do Galo, centro de treinamento do Clube Atlético Mineiro, e da Faculdade da Saúde e Ecologia Humana (FASEH). Situa-se a 15 km do Aeroporto Internacional de Confins.

A cidade antigamente era conhecida como Arraial do Capão. Mas depois da construção da linha férrea projetada pelo Engenheiro Vespasiano, para atender a construção da Indústria de cimentos Liz, ela se emancipou e hoje tem 67 anos.

Antigamente as terras da cidade pertencia a senhora Dona Mariana da Costa, que após ficar cega, devido ao descuido de mexer com plantas desconhecidas, ela foi enganada e extorquida por várias famílias que vieram de fora e tomaram suas terras.

Muitas pessoas famosas nasceram em Vespasiano, como os ex-jogadores de futebol Eder Aleixo, o Bomba de Vespasiano, que jogou na seleção brasileira, e João Bosco dos Santos, Buião, que jogou em vários clubes do Brasil.

Lagoa Santa

Tem toldos em Lagoa Santa, você sabia?

Foi fundada em 1733 por Felipe Rodrigues, tropeiro viajante que se estabeleceu no local. Era chamada de Lagoa Grande e Lagoa das Congonhas do Sabarabuçu. Seu nome atual teve origem no valor curativo de suas águas.

Foi Felipe Rodrigues, tropeiro viajante, quem primeiro sentiu o efeito benéfico destas águas. Ao lavar os eczemas de sua perna, sentiu-se aliviado de suas dores e obteve a cicatrização de suas feridas. A notícia da cura milagrosa logo se espalhou pelos arredores e o pequeno arraial passou a receber peregrinos em busca da cura para seus males.

A perenidade da lagoa é atestada pelos relatos dos naturalistas viajantes, desde o século XVII. Sua profundidade não ultrapassa três metros, sendo que, a aproximadamente 40 metros de sua base, encontra-se um aquífero que contribui para a sua existência. E também, em grande parte, alimentada por águas pluviais. Seu formato é triangular e, no período das cheias, seu vertedouro lança suas águas no Rio das Velhas através do Córrego do Bebedouro.

Matozinhos

Tem toldo em Matozinhos, você sabia?

Sua população, conforme estimativas do IBGE de 2018, era de 37 473 habitantes.

Antigo distrito criado em 1823/1891 e desde 1923 domina o município de Pedro Leopoldo, foi elevado à categoria de município pela lei estadual nº 1058 31 de dezembro de 1943.

Serra do Cipo

Tem toldo na Serra do Cipo, você sabia?

serra do Cipó é uma formação geológica localizada no estado de Minas Gerais, entre os municípios de Itambé do Mato DentroJaboticatubasMorro do PilarNova União e Santana do Riacho. Faz parte da província geológica da serra do Espinhaço. Sua história geológica é complexa e data do período Pré-Cambriano, com suas rochas arenosas que foram formadas por depósitos marinhos há mais de 1,7 bilhão de anos.

Além da importância geológica, a serra do Cipó é considerada um divisor natural das bacias hidrográficas dos rios São Francisco e Doce A diversidade da sua vegetação é altíssima, e muitas espécie] são encontradas somente ali. A fauna é representativa e abriga várias espécies ameaçadas de extinção. Para preservar este patrimônio natural, foi criado o Parque Nacional da Serra do Cipó. São ao todo cem mil hectares de cerradoscampos rupestres e matas, além de rios, cachoeiras, cânions, cavernas e sítios arqueológicos preservados.

Geografia e localização

Localizado na região, o distrito de Serra do Cipó (antigo Cardeal Mota) se situa na bacia do ribeirão Soberbo, tributário da bacia de drenagem do rio Cipó, que dá nome à região. Pertence ao município de Santana do Riacho, cujo acesso se dá por estrada de asfalto em um trajeto de aproximadamente 30 quilômetros. Pela proximidade com o parque nacional, faz parte da região circunscrita à área de proteção ambiental (APA) Morro da Pedreira.

O distrito de serra do Cipó é cortado pela rodovia estadual MG-010, asfaltada em 1985, que o liga a Belo Horizonte e o articula com outras cidades do norte de Minas.

A transformação da serra do Cipó vem se processando rapidamente, principalmente após a criação do parque nacional. A infra-estrutura para o turista conta hoje com estabelecimentos comerciais, inúmeros hotéis e pousadas, áreas de camping estruturadas.

Em decorrência do relevo acidentado observa-se a freqüente formação de cachoeiras, corredeiras e piscinas naturais, que mantêm o seu volume de água constante durante quase todo o ano devido ao aspecto areno-rochoso do solo. Típicos também da região são os cânions, gargantas sinuosas e profundas que abrigam cachoeiras e poções em seu interior.

Uma das figuras mais conhecidas da serra do Cipó é o lendário Corujão da Serra, o chamado Juquinha, cuja memória foi homenageada pela prefeitura com uma imponente estátua.

Conceição do Mato Dentro

Tem toldo em Conceição do Mato Dentro, você sabia?

Conceição do Mato Dentro é um município brasileiro do estado de Minas GeraisRegião Sudeste do país. Sua população estimada em 2017 era de 18 126 habitantes. Localiza-se a 167 km da capital mineira, sendo conectada a esta através da rodovia MG-010, passando por Lagoa Santa e pela Serra do Cipó.

É considerado por muitos como a capital mineira do ecoturismo e tem como principal atração a Cachoeira do Tabuleiro (considerada pelo Guia 4 Rodas de 2005 como a cachoeira mais bonita do Brasil)  Atualmente a cidade recebe um dos maiores planos de mineração do mundo, o Mineroduto Minas–Rio da empresa inglesa Anglo American.

História

As terras do atual município de Conceição do Mato Dentro estiveram ligadas, durante o século XVIII, à antiga Comarca de Sabará e depois à Comarca do Serro Frio.

Depois de descobertas as minas do Serro Frio, a ânsia de novos descobertos levou os sertanistas a novas aventuras. Uma bandeira seguiu para o sul, sendo que Gaspar Ponce de LeónGaspar Soares e Manuel Correia de Paiva chefiavam-na. Descobriram Itapanhoacanga. Lutando contra toda sorte de dificuldades, atravessando montanhas escarpadas, fugindo a encontros com índios, afinal, encontraram ouro em abundância. A eles outros se seguiram, e, em pouco tempo, estava formado o arraial da Conceição.

Pela Carta Régia de 16 de fevereiro de 1724, foi a povoação elevada a freguesia com o nome de Conceição do Mato Dentro, verificando-se, posteriormente, por Alvará de 16 de janeiro de 1750, a criação do Distrito. Em virtude da Lei provincial n.° 171, de 23 de março de 1840, foi criado o município de Conceição em terras desmembradas do Município de Serro, dando-se-lhe por sede Conceição do Serro, antiga Conceição do Mato Dentro. A 12 de março de 1842, deu-se a instalação do Município.

Geografia

De acordo com a divisão regional vigente desde 2017, instituída pelo IBGE, o município pertence às Regiões Geográficas Intermediária de Belo Horizonte e Imediata de Sete Lagoas. Até então, com a vigência das divisões em microrregiões e mesorregiões, fazia parte da microrregião de Conceição do Mato Dentro, que por sua vez estava incluída na mesorregião Metropolitana de Belo Horizonte.